quarta-feira, 30 de novembro de 2016

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Flash review #28: Cartas de Guerra (2016)



No âmbito da cobertura da 22º edição dos Festival de Cinema Português “Caminhos”, hoje dissecamos o Cartaz de Guerra (2016) de Ivo Ferreira. Quais serão, então, os efeitos secundários do excesso de poesia? Foi o grande vencedor desta edição de 2016.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Flash Review #27: Refrigerantes e Canções de Amor (2016)

O Miguel aventurou-se sozinho pela noite escura e foi à cerimónia de abertura do Festival Caminhos de Cinema Português. Fez amigos, viu uma curta e o Refrigerantes e Canções de Amor também conhecido como "O Filme do Markl".

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Flash Review #26:Caminhos do Cinema Português (22ª edição)s

Durante uma semana, Nas Nalgas irão dedicar diariamente uma flash review ao Festival. Fala-se hoje da iniciativa, de estado do cinema português, de Coimbra capital de qualquer coisa que já não existe e na ilusão de estrelado que existe por parte de algumas produtoras de cinema. Os 10 minutos mais culturais do dia. Nem na Antena 2…

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

S03E19: O episódio da Sandra Bullock e do efeito dos perfumes de feromonas.


Rumores dão como certo que Carlos teve a sua de conta Skype cancelada por causa das badalhoquices que foi apanhado a dizer pela PJ. Para piorar as coisas, Miguel modera um episódio das Nalgas sob a égide de Sandra Bullock. Primeiro episódio do arco narrativo “Miguel em Coimbra” em que Pedro o convence a trazer caramelos, garrafas de licor em forma de touro e chourição ibérico de Espanha. Amanhã às 22h nas lojas aderentes.

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

S03E18: O episódio dos que desapareceram em combate e da sextape do Hobie

Um realizador que fez acidentalmente um filme que se revelou um dos maiores sucessos de sempre acordou e abriu a janela. Pensou “que dor aguda é esta nos olhos? Ahhh, é luz!”. E voltou para a sua mansão, isolado do mundo a viver dos rendimentos da única obra que fez. Ao passar-se pela garagem onde mantinha um harém de esposas, namoradas, amantes e mulheres que apenas servem para sexo julgou ter saudades de trabalhar. Era uma ilusão. Riu-se da sua própria tolice e procedeu à fornicação matinal.
Neste episódio aborda-se muito pouco o tema do parágrafo anterior e procuram-se actores que desapareceram da face da terra e tantas saudades deixaram. Mas vivos ainda, a maior parte.

terça-feira, 15 de novembro de 2016

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

S03E17: O episódio dos castings alternativos e do universo paralelo

Numa infinidade de universos paralelos, um há-de existir em que se podem escolher os personagens da nossa realidade. Sentados nesta bela ideia, Nas Nalgas viajam pelas paisagens das primeiras opções de casting que acabaram por não entrar nos filmes das nossas vidas. Memórias de um tempo em que Bill Cosby pincelava noviças esquecidas que, apesar de não se conseguirem sentar bem, não se lembravam da noite anterior.

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Flash Review #24: Trumpland (2016)

Em dia de eleições americanas, o especialista de política das Nalgas fala-nos da mais recente produção de Michael Moore. Além da sua incisiva visão sobre a actualidade mundial, Carlos também vai anunciar o vencedor das eleições. Não é futurulogia é Nas Nalgas do Mandarim.

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Flash Review #23: Army of One (2016)

Um argumento absurdo e fantasioso de um homem que vai à procura de Bin Laden para o Paquistão e... O quê? É baseado num história verídica? Chiça!!!

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

S03E16: O episódio número 100, gravado no ano 2261. No futuro.

Com as suas avançadas capacidades de hacking, Nas Nalgas do futuro conseguem enviar através do tempo um ficheiro de áudio e substituir o centésimo episódio do podcast (que era merdoso) por um especial gravado em 2261. As revelações que irão fazer mudarão para sempre o fluxo do contínuo espaço-temporal. E um aviso, amiguinhos: o que aqui vão ouvir não são previsões, são testemunhos das realidades que estão para vir.